Cachaças

Queijo curtido na cachaça? Coisa de Minas, sô!

Por  | 

Da combinação mineira de queijo e cachaça nasceu o queijo Calambau, produzido por Laticínio Paladar de Minas. A receita é inspirada nas tradições da cidade de Presidente Bernardes e vem da família de Geraldo Maciel Júnior, dono da empresa. A iguaria teria surgido a partir de um acidente: um tropeiro, que levava a Ouro Preto uma cachaça e um queijo, viu a garrafa se abrir no caminho e espalhar a bebida na bolsa, curtindo o alimento durante alguns dias. Ao chegar a seu destino, ele descobriu que todos se encantaram com o gosto e o aroma da então inusitada iguaria.

 

Preparado com leite ordenhado na região, o produto segue processos de fabricação tradicionais, com a cachaça sendo adicionada na fase de maturação, resultando em um sabor suave e cítrico. O nome escolhido remete a Presidente Bernardes, terra da cachaça e reduto de tropeiros. O município foi fundado antes de 1710 e se chamava Calambau. Lançado na Expolac 2017, o laticínio levou o prêmio de segundo melhor queijo do Brasil, na categoria Destaque Especial, em concurso promovido durante o evento.

Deixe seu Comentário!

comentários

Deise Novakoski

Atualmente, Deise Novakoski exerce a função de sommelière e bartender, trabalha como consultora na Academia da Cachaça e no Torna Pub e assina a coluna “Você tem Sede de Quê?”, publicada em seu site.