Vambora

Tudo de melhor para mim e para você

Por  | 

Vodca, cachaça, tequila, rum…. e, por que não?, champanhe. Sim, a bebida francesa pode ser rica em possibilidades para a preparação de drinques. Ao menos o Clicquot Rich, anunciado como o primeiro e único champanhe do mundo criado para ser usado em drinques. E por um ícone do mais famoso tipo de espumante do mundo, a Veuve Clicquot, que apresenta sua mixologia (batizada de Clicquology) como uma forma divertida para consumir o novo produto da maison. Tradicionalmente, rich (ou “rico”, em bom português) é como são chamados os champanhes mais doces.

Clicquot Rich by Brigite´sUma prova de como esses drinques são uma doce surpresa pode ser conferida no restaurante  Brigite’s, onde é servida uma criação do bartender Léo Black. Feito com capim limão, uma rode
la de grapefruit, aroma de laranja, cinco cubos de gelo e, claro, o Veuve Clicquot gelado, o drinque é servido em uma grande taça de vinho.

Quer fazer você mesmo seu drinque de champanhe? Para uma dose única, basta adicionar algum dos ingredientes recomendados pela Maison Veuve Clicquot – ou qualquer outro de sua preferência – à uma grande taça de vinho com cinco cubos de gelo e o Clicquot Rich gelado. Confira os ingredientes sugeridos, agrupados em três categorias (fruta, frescor e refinamento), adequadas às características do vinho e que criam a “Clicquology”: fruta (abacaxi ou grapefruit ou limão), frescor (pimentão ou aipo ou pepino) e refinamento (chá Earl Grey ou todos os chás com notas de bergamota).

Aproveite o apagar das luzes de 2015 e enterre a assombração da crise que nos perturbou ao longo deste sofrido ano.

Receba 2016 com pose e cara de riqueza, pensamentos positivos e peito aberto!

Nós, daqui, mandamos para vocês um farto, saudável e carinhoso Feliz Ano Novo!

Serviço:

Brigite´s
Rua Dias Ferreira 233 B, Leblon, Rio de Janeiro
Tel.: (21) 2274-5590
www.brigites.com.br

Deixe seu Comentário!

comentários

Deise Novakoski

Atualmente, Deise Novakoski exerce a função de sommelière e bartender, trabalha como consultora na Academia da Cachaça e no Torna Pub e assina a coluna “Você tem Sede de Quê?”, publicada em seu site.