Vinhos

Vinhos que não são feitos de uva? Eles existem!

Por  | 

O vinho vem das uvas, certo? Nem sempre! Existem vinhos que não são feitos de uva. A explicação é simples: para preparar a bebida, pode ser usada qualquer fruta que tenha levedura suficiente para levantar fermentação espontânea, transformando o açúcar natural em álcool. Sendo assim, temos os vinhos de caju, jabuticaba, pera e maçã, entre outros. Na Região Norte do Brasil, são muito populares os vinhos de frutas típicas, como açaí e buriti.

Um outro exemplo é a base do mosto para se destilar a cachaça, uma espécie de garapa ou caldo de cana de açúcar fermentado que, normalmente, é chamado de vinho.

Aproveitando que estou falando de vinho, conto mais uma curiosidade: geralmente, o prefixo eno é usado para fazer referencia à bebida alcoólica à base de uva. A palavra soa familiar? É isso mesmo: passou vinho pelo eno mais popular, só que ninguém presta atenção. O sal de frutas é feito com o cremor tártaro, precipitação de sais minerais que vão se formando ao redor dos barris onde são fermentados os vinhos. Depois que os barris ficam vazios, esses cristais são retirados e vendidos para a indústria farmacêutica, para fazer os antiácidos, e para a indústria alimentícia, pois são poderosos estabilizantes e estão presentes na maioria dos alimentos.

VEJA OUTROS POSTS DA SEÇÃO VINHOS

Deixe seu Comentário!

comentários

Deise Novakoski

Atualmente, Deise Novakoski exerce a função de sommelière e bartender, trabalha como consultora na Academia da Cachaça e no Torna Pub e assina a coluna “Você tem Sede de Quê?”, publicada em seu site.